Autenticação segura é segura mesmo? 3 coisas que você deve observar ao optar pela autenticação multifator em sua empresa

Se você chegou até aqui é porque provavelmente deseja saber o que é autenticação multifator ou aprender mais sobre ela; e mais necessariamente, saber como utilizá-la. Bem, aqui você encontrará o caminho para poder fazer esse uso da forma mais completa e segura possível. Quer saber como? Então continue a leitura abaixo.

Vamos te explicar porque essa autenticação, considerada tão segura, pode não ser tão segura assim ou apresentar problemas, caso seja utilizada de forma incorreta e como evitar que isso aconteça.

Relembrando o que é autenticação multifator

Para entender porque complicações podem surgir, é importante primeiro relembrarmos o que é a autenticação multifator.

Ela nada mais é, como seu próprio nome sugere, do que o tipo de autenticação que utiliza mais de um fator no processo de identificar um usuário, e já está presente em praticamente tudo que necessita de identificação.

No banco, por exemplo, há muito não usamos somente um cartão e uma senha para realizar transações, e o mesmo ocorre com o acesso a sites, que pedem mais do que e-mail e a respectiva senha de acesso.

Mas se a função da autenticação multifator visa justamente gerar mais segurança, por que ela pode não ser tão segura?

Essa é a pergunta que você deve estar se fazendo, e eis a resposta: por que, se adotada da forma errada, ela pode envolver elementos igualmente fraudáveis e/ou fáceis de serem esquecidos e perdidos, e ainda irritar de alguma forma o usuário, causando prejuízo para a empresa que a adotou.

Se você não quer que sua empresa e seus funcionários passem por isso, confira o próximo tópico.

O que saber ao optar pela autenticação multifator

Existem 3 coisas muito importantes que você deve saber na hora de adotar a autenticação multifator em sua empresa, de modo a evitar qualquer tipo de surpresa desagradável.

São elas:

O GRAU DE SEGURANÇA GERADO

Não basta somente criar duas ou três etapas para garantir que o acesso a algo estará realmente seguro: é importante que o grau de segurança dessas etapas seja alto.

Utilizar uma pergunta como fator de confirmação de que uma senha está realmente sendo utilizada pelo usuário que a criou, por exemplo, pode não ser tão eficaz: tanto pelo fato de que ele pode se esquecer de qual pergunta usou como autenticação ou da resposta cadastrada, quanto pelo fato de que pessoas próximas podem conseguir desvendá-la com facilidade caso queiram.

O QUE ELA IRÁ PROTEGER

Qual seu objetivo ao ter a autenticação multifator em sua empresa? O que ela realmente irá proteger?

É importante ter a resposta para essa pergunta, pois quanto maior a importância da informação protegida, mais eficaz deverá ser a autenticação multifator utilizada.

A FACILIDADE DE USO

Por fim, outra coisa que você deve observar é a facilidade de uso que ela propõe: quanto mais simples, melhor, e aqui simplicidade não quer dizer falta de eficácia.

Quer dizer basicamente que quanto menos etapas e “coisas” forem necessárias, melhor será a experiência do usuário… Um exemplo? Lá vai: cartões de acesso que devem ser carregados para lá e para cá para serem utilizados junto a senhas podem mais complicar do que ajudar.

Não é à toa que a biometria tem ganhado força quando o assunto é autenticação multifator: ela é rápida, segura, eficaz e realmente facilita a rotina de todos dentro de uma empresa.

Quer saber mais sobre esse benefício e também desfrutar dele? Entre em contato para uma conversa e aproveite para conhecer nossas soluções e produtos.

2000+ people have put their trust in CCTV, How about you?